um passo à frente e outro atrás

É constrangedor o que hoje se passou no conselho de Ministros. Um dia que podia ser um marco para quem defende a igualdade dos cidadãos perante o Estado, o Governo altera uma lei para repor a constitucionalidade e altera outra reafirmando a desigualdade. Isto um dia depois do Tribunal de Oliveira de Azeméis confiar a guarda de uma criança a um casal gay.

É claro que a adoção será sempre em função do adotado e não o inverso (não se aplica em Hollywood), mas incluír uma exceção que à partida diminui as opções do interessado e que ao mesmo tempo estabelece o oposto do princípio da igualdade sem discriminação em função da orientação sexual é de uma imensa desonestidade.

Sempre achei que a questão do casamento entre pessoas do mesmo sexo não podia ser dissociada da adoção porque as duas tratam da mesma coisa – constituír família. Este foi mais um dia de mais do mesmo, de falta de coragem dos políticos e a prova do uso de causas de uma forma manipuladora.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: